Diferença entre higiene e limpeza

Limpeza e Higiene: Você sabe a diferença?

É comum, até mesmo entre profissionais do ramo, achar que higiene e limpeza são procedimentos iguais. Esses processos são complementares, mas guardam diferenças entre si. A limpeza é definida pelo uso da água e, na maior parte dos casos, é feita com sabão ou detergente, removendo até 95% dos resíduos.

Já na higienização, que serve para dar um acabamento à limpeza, são aplicados produtos feitos à base de cloro, álcool ou hipoclorito de sódio, entre outros. Esse segundo mecanismo finaliza o primeiro, já que consegue exterminar até 98% dos micro-organismos. Se você já teve problemas ao lidar com produtos na faxina, é recomendável aprender um pouquinho sobre as diferenças entre esses métodos. Ficou interessado? Então veja neste post dicas incríveis para cuidar corretamente da higiene e limpeza no seu trabalho. Confira!

O que é a limpeza?

A limpeza, ou simplesmente lavagem, é a remoção de dejetos com água e extrai o grosso das impurezas. Por isso, depois dela, deve-se providenciar a higienização. Há partes de uma indústria ou comércio que não podem passar pela lavagem. É o caso de salas com muitos equipamentos eletrônicos e elétricos. Já em outros ambientes, é preciso fazer a higiene e limpeza com mais frequência. Banheiros e refeitórios, por exemplo, são lugares críticos para acumular germes e bactérias. Ao aplicar a lavagem apenas nas áreas apropriadas, você vai conseguir economizar água na limpeza, uma vez que focará esse método somente onde é necessário. Afora isso, você evitará danos ao patrimônio do negócio ao não molhar aparelhos e máquinas.

O que é a higienização?

Com a higienização, que também leva o nome de desinfecção, consegue-se uma retirada mais eficiente de detritos. Isso acontece porque micro-organismos vivos, como bactérias e ácaros, são destruídos por soluções químicas. Isso evita enfermidades e crises alérgicas. Antes de desinfetar, porém, é crucial fazer uma boa lavagem. Em qualquer um dos processos, você deve utilizar produtos de limpeza profissionais. Eles têm maior poder de ação e, ao final do mês, rendem mais do que os de uso doméstico.

Qual a frequência adequada?

Não existe uma regra única para a periodicidade da higiene e limpeza, o que vai depender da quantidade de pessoas, da atividade realizada, do número de clientes que entram etc. Por esse motivo, a melhor saída é acompanhar o ritmo com o qual as pessoas sujam as áreas e, a partir desse tempo, elaborar um cronograma de faxina personalizado. Para você não ficar perdido até fazer essas análises, veja a seguir algumas dicas!

Refeitórios

Em cozinhas industriais e refeitórios, a limpeza e a desinfecção têm de acontecer toda vez que esses ambientes forem utilizados. Afinal, por causa do preparo e do consumo de alimentos, essas áreas costumam acumular bactérias de alto risco, como a salmonela. Se a empresa funcionar 24 horas, providencie a repetição das duas técnicas após as refeições de cada turno.

Sanitários

Outro ambiente que demanda higiene e limpeza diariamente são os banheiros. Essa constância afastará o temido mau cheiro. É bom realizar uma faxina de conservação uma vez a cada período do dia. Duas vezes por semana, faça procedimentos mais profundos de asseio. Veja algumas dicas:

  • abra as janelas para a circulação do ar;
  • aperte a descarga de todos os vasos com a tampa fechada;
  • lave o interior dos vasos com escova apropriada em movimentos circulares e, em seguida, aplique desinfetante e espere 5 minutos para a ação;
  • use um rodo para limpar o piso ainda seco e recolha os dejetos com uma pá. A vassoura levanta a poeira, espalhando ainda mais as impurezas;
  • lave o chão com água e sabão, sempre vindo da parte de trás do sanitário em direção à frente;
  • passe um pano úmido com desinfetante no piso e seque com um pano limpo;
  • duas vezes por semana, faça uma faxina pesada. Nesse caso, capriche nos detalhes: portas, espelhos, saboneteiras, cestos de lixo etc.

Janelas

Lave e desinfete as janelas por dentro pelo menos uma vez por mês. Se o prédio for muito alto, talvez seja preciso uma terceirizada para concluir os serviços por fora, mas o intervalo para limpar pode ser maior na parte externa. Lembre-se de que o trabalho em altura requer equipamentos e cursos de capacitação específicos.

Como você já deve ter percebido, ao tomar os cuidados necessários com a higiene e limpeza, você vai ter um resultado muito mais eficaz e duradouro. Desse modo, todo o ambiente de trabalho ficará brilhante e perfumado. Assim, você garante o conforto dos colaboradores e se destaca entre a chefia.

Dessa forma, poderá até aumentar suas chances de ser promovido. Isso sem falar no afastamento de doenças e contaminações, algo capaz de trazer muita dor de cabeça para os gestores. E aí? O que achou deste artigo? Este texto realmente ajudou você? Deixe seu comentário no post!

 

 

Siga-nos nas Redes Sociais e Compartilhe:
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *